O dia que meu tênis grudou na escada rolante

Olá Ser de Luz,

Tudo bem?

Recentemente uma coisa muito incrível aconteceu.

Foi em uma quarta-feira. Antes de dormir na terça, fiz minha meditação e agradecimentos do dia. Rapidamente entrei em um sono profundo. Tinha pedido para a minha consciência me acordar por volta das 5h da manhã. Um horário incrível onde consigo fazer um super ritual matinal para ter um dia maravilhoso.

Por volta das 4:50 eu acordei, agradeci por estar vivo e respirando e logo fui para o outro quarto iniciar minha meditação.

Foi algo incrível. Fiquei até as 7:30 em uma conexão muito forte que me trouxe para a presença no agora.

Fui para cozinha continuar meus rituais. Primeiro a água com limão para purificar o corpo, depois peguei o livro que estava terminando e li umas 20 páginas. Depois achei que ao invés de tomar um café o dia estava muito propício para tomar um matcha com manteiga ghee e óleo de coco, que iriam me sustentar até as 13h ou mais e também me trazer para um dia mais introspectivo e focado no que tinha planejado no final da meditação.

Aproveitei e liguei um som de conexão, para focar e tudo estava muito incrível. Estava completamente presente em cada ação.

Após o café fui assistir o curso que estou fazendo agora e logo depois iniciar o dia de trabalho.

Às quartas normalmente vou ao centro de São Paulo, trabalhar em um escritório de gestão de energia.

Arrumei as coisas na mochila, me troquei e peguei meu fone de ouvido, continuando na mesma frequência de estimulação neural. Peguei o metrô na Vila Madalena (linha verde), fiz a baldeação na estação da consolação para a linha amarela e desci na estação república.

Estava andando e sentindo cada instante ao meu redor, tudo conectado. Chegando no prédio onde fica o escritório fui subir a escada rolante. No término, ao sair e dar o primeiro passo, a escada prendeu meu tênis e logo parou de funcionar.

Fiquei ali, preso, puxando meu pé, mas sem sucesso.

Um casal e um rapaz que estavam logo atrás de mim já correram para perguntar se estava tudo bem, se eu não tinha me machucado.

Comentei que não e que apenas o tênis, sola, estava presa na escada. Eles foram até os guardas que logo vieram me ajudar.

Tirei meu pé de dentro enquanto eles aguardavam alguém chegar com uma chave de fenda para tirar os parafusos e soltar meu tênis debaixo da escada. O mais interessante é que um dos guardas comentou que o ocorrido comigo era normal, que toda semana alguém se enrosca na escada. Parei, fiquei pensando uns segundos e disse pra mim mesmo: “Como assim?”

Ao redor algumas pessoas olhavam para a cena ali presente. Meu tênis preso na escada, dois seguranças tentando tirá-lo e eu de pé descalço ao lado deles. Comecei a rir internamente e neste instante iniciei uma respiração profunda e calma. Logo senti muita paz e gratidão pelo momento. E foi exatamente nesta hora que um jovem rapaz se aproximou e disse: “Ei cara, que dia azarado, se já começou assim nem devia ter saído de casa”.

Olhei sorrindo para ele e disse: “Cara, que nada, sou o homem mais sortudo do mundo e sou muito grato pelo que acabou de acontecer. Já pensou que podia ter sido o meu pé ou mesmo o pé de alguém na minha frente sem que eu pudesse fazer nada?

Ele abriu um sorriso, me deu um abraço e desejou um dia incrível para mim.

Depois de quase uma hora os seguranças conseguiram tirar meu tênis que estava apenas com a parte de trás da sola e a borda de trás danificadas.

Calcei-o novamente e continuei minha jornada do dia. Afinal ela estava apenas começando.

É claro que já tinha enviado a foto para o pessoal do escritório e ficamos rindo por alguns minutos assim que cheguei.

Logo abri meu computador e comecei a trabalhar. Estava com agora, escrevendo esse texto. Muito presente no agora e focado nas coisas que precisava fazer.

O dia foi incrível e muitas coisas boas ocorreram. Uma delas, na hora do almoço, foi de compartilhar a foto acima, do meu tênis preso na escada, com as pessoas próximas.

Demos muitas risadas e em uma das brincadeiras me trouxe a clareza sobre como estamos, eu e você na escada da vida?

Eu estou grudado, literalmente (risos), e focado na subida da escada da vida, e, ao mesmo tempo estou surfando, continuamente, as ondas da evolução, com liberdade e integrado à natureza, natureza esta interna e externa.

Isso só é possível quando assumimos a responsabilidade pelos nossos atos. Quando trazemos a nossa consciência, a nossa vida para o AGORA, para o momento presente.

Isso eu realizo através dos meus rituais, do café, da meditação e da busca constante pelo aprendizado e pela minha evolução contínua. Não quero ser 100% melhor hoje do que ontem, quero apenas ter uma melhoria contínua de 1% a cada dia. Isso me faz ser mais de 4 vezes melhor do que era no intervalo de um ano.

E você, como está fazendo para trazer sua presença para o agora? Como você faz para evoluir a cada dia e ser hoje melhor que ontem?

Venha compartilhar suas experiências. Pode ser que algumas sirvam para mim ou para alguém que está buscando algo que irá ajuda-la na sua evolução.

Quem sabe não temos mais em comum do que você imagina?

Sei que você pode estar pensando que fazer um ritual igual todos os dias irá levar à uma rotina cansativa, monótona e chata, mas não é isso que acontece quando estamos presentes, com a nossa energia e consciência toda focada no AGORA. Quando isso ocorre cada ação se torna única e cada dia vejo algo diferente nas mesmas coisas que realizo. Consequentemente isso me traz mais prazer e vontade de realizar melhor no dia seguinte.

E quanto mais presente você está para realizar algo da sua rotina, menos você irá usar a energia cerebral para fazer a ação que está fazendo e mais energia sobrará para as prioridades do seu dia a dia e o atingimento das suas metas.

 

Espero ter ajudado você a clarear algo que possa te levar mais 1% na sua subida da escada da vida. Grude nela e surfe, totalmente liberto, nas ondas da evolução.

Um forte abraço de LUZ!

Bruno Amiky Wurker

2 thoughts on “O dia que meu tênis grudou na escada rolante”

  1. Filho, adorei essa história.
    Acho que nada acontece por acaso. E vi isso claramente quando você pode dizer pro rapaz não muito otimista que tudo tem uma razão. E vi também como é importante poder estar no domínio do seu dia, mesmo sabendo o quanto é difícil conseguir isso.

    1. Mãe do céu. Assim você mata seu filho de emoção. Gratidão por ser parte fundamental da minha evolução contínua. Gratidão por ser essa pessoa tão especial na minha vida e na vida de tantas pessoas. Falar que te AMO é pouco para expressar tudo que sinto por você. Honro sua presença e seu SER. Um beijo enorme no seu coração e muita, muita, muita GRATIDÃO por tudo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *