As Letras Hebraicas e a constituição do universo.

D’Eus criou todas as coisas com números, medida e peso. Por isso os cabalistas dizem que cada número contém um mistério e um atributo que se refere à Divindade ou à alguma inteligência.

Tudo que existe no Universo forma uma UNIDADE pelo encadeamento de causas e efeitos, que se multiplica ao infinito. E cada uma destas causas refere-se a um número determinado.

Por isso temos hoje as sequencias de números, como as de Grigori Grabovoi, trazendo soluções para tudo no mundo, seja a cura de doenças, humanas e animais, o bom relacionamento entre os seres, amor, sequencias de números para a prosperidade, trabalho, negócios, entre outros assuntos.

No estudo da Kabbalah sabemos que as letras hebraicas são sagradas. Inclusive na passagem do Sepher Yetzirah, traz a passagem de que “o universo foi criado por meio de uma década oriunda do nada e de 22 letras fundamentais”. Estas 22 letras fundamentais referem-se às 22 letras hebraicas.

Mas por quê as letras hebraicas?

Conforme a figura abaixo, as letras hebraicas são estruturas geométricas e foram tiradas da estrela de 6 pontas, a estrela de Davi ou o selo de Salomão.

A estrela de 6 pontas é uma forma geométrica que foi constituída por meio da geometria sagrada. Os antigos ancestrais nos ensinam que as 22 letras hebraicas são “ventos” nascidos no princípio dos tempos.

No mundo antigo, esses 22 Sopros (ventos) tinham a finalidade de indicar 22 questões essenciais na vida do homem de Tradição.

Manter-se fiel e integrado a essas 22 questões essenciais seria uma forma de nos mantermos atrelados ao Sagrado.

“Vinte e duas letras fundamentais: Ele gravou-as, esculpiu-as, pesou-as e combinou-as…Ele permutou-as, e com elas formou a alma e tudo o que teve forma e a alma de tudo que será formado.” Sefer Yetzirah 2.3

O sistema de escrita hebraico é conhecido como o Alef-Beit, e foi utilizado por diversas culturas para criar outras línguas como a semítica pertencente à família das línguas afro-asiáticas, falada em Israel, a língua germânica falada pelos judeus da Europa Oriental e Alemanha; e o ladino, dialeto utilizado pelos judeus sefaraditas. Assim como na escrita árabe, mas que neste alfabeto, os textos são escritos no sentido anti-horário, ou seja, da direita para a esquerda.

Cada letra corresponde a um atributo Divino que se denomina “palavra” e que se inicia com a respectiva letra. O atributo divino do ALEPH é o AHIH (EHEIE) que significa “Eu sou o que sou”. O número que corresponde à letra ALEPH é o “1”.

As letras são instrumentos, são como “chaves” que nos permitem acessar ao mundo da primeira e da segunda visão.

E essas “chaves” são igualmente formadoras de palavras (descrições da realidade). Tudo o que somos e sentimos é fruto da forma como nos relacionamos com as descrições que temos do mundo.

Letras são instrumentos que nos ajudam a compreender o ritmo das descrições e com isso acessar a totalidade de seu conteúdo.

Na abordagem das Letras Hebraicas no Sefer Yetzirah, a potencialidade das letras não se dá através de letras isoladas. Elas são forças, vidas potencias.

Porém para que se tornem vida de fato, vidas efetivas, elas precisam ser combinadas. A vida só se produz pela combinação de duas forças. O calor só se produz pela fricção, o fogo só se produz pelo atrito e o atrito implica dois corpos.

A existência da vida é sempre a exposição de um corpo junto a outro: A semente com a terra. O macho e a fêmea. Uma molécula com outra molécula, uma partícula com outra partícula.

No mundo natural, que é o mundo do Sagrado, a vida necessita da contraparte, do outro elemento para que possa ser produzida.

Para lermos ou escanearmos as letras em hebraico temos que seguir uma regra. Tudo é escrito da direita para a esquerda.

Mas Bruno, preciso aprender o hebraico?

Te digo que não. Apenas ter noções básicas que te façam compreender o significado das letras e fazer os escaneamentos. É claro que se você quiser se aprofundar mais nos estudos, irá aprendendo, aos poucos, conforme sua sede por conhecimento aumentar. Eu mesmo nunca estudei hebraico. Tenho noções básicas e venho aprendendo conforme a minha necessidade.

Quanto mais você meditar sobre as letras hebraicas, maior será a sua compressão do universo, das lendas e fábulas dos livros sagrados, das histórias e parábolas dos mestres, da natureza e assim por diante. Lembre-se que sua interpretação é a sua verdade e ela estará certa dentro da sua percepção. E assim você vai construindo a sua realidade.

Uma dica que passo para você é a seguinte: comece olhando para a letra e se familiarizando com ela. Vá escaneando cada parte da letra e então feche os olhos em meditação. Continue vendo o formato da letra na sua frente. Então veja raios de LUZ saindo da letra e iluminando todo seu ser. Comece fazendo isso com cada uma das letras do alfabeto hebraico. Assim você irá se familiarizando com elas, e quando se deparar com algo escrito em hebraico, terá uma nova percepção da escrita a sua frente.

Na semana que vem irei disponibilizar um E-Book das letras hebraicas. Cada uma das 22 letras, seu significado, valor numérico e algumas outras informações para te ajudar na familiarização com as letras.

Mas não deixe de já ir praticando e se familiarizando com elas. Em breve irei soltar novas informações, textos, E-Books e um infográfico que vocês irão aproveitar muito.

Aproveito agora para deixar uma dica bem bacana que tirei do livro Alef-Beit:

Duas das mais antigas meditações da índia são centradas nos sons “ahhh” e “ohhhhm”.

A meditação no som “ahhh” costuma ser praticada pela manhã com o propósito de realizar as coisas que se deseja manifestar no mundo físico.

A meditação no som “ohhhm” é feita à noite, para equilibrar tanto as energias internas como as referentes à relação entre a pessoa e o universo.

Quando esses dois sons são pronunciados juntos, é interessante notar que se tem o mesmo padrão sonoro encontrado na palavra hebraica shalom (shahhhlohhhm), que significa “paz”, “alô”, “até logo” e muito mais.

Esse é um exemplo perfeito dos mistérios que existem por trás até mesmo das coisas mais simples, como palavras e letras.

Seja abençoado. Um forte abraço de LUZ! Namastê. Shalom.

Bruno Amiky Wurker

17 thoughts on “As Letras Hebraicas e a constituição do universo.”

    1. Amiga Ana Paula Forcione. O objetivo é sempre trazer a Kabbalah de uma forma simples para todos. Gratidão por fazer parte disso tudo. Conto com a sua participação. Beijos de LUZ no coração!

    1. Renata Conti. Que honra ter você aqui. Sem palavras para agradecer. Seja muito bem vinda. Você é parte de tudo que escrevo aqui. É uma das grandes incentivadoras do portal Academia da Cabala. SHALOM!!!

  1. I just want to say I am new to weblog and absolutely enjoyed this blog. Most likely I’m planning to bookmark your blog post . You definitely have tremendous well written articles. Many thanks for sharing with us your blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *