Kabbalah e ciência. Decifrando os mistérios do universo.

O SEGREDO DO ÁTOMO E O CORAÇÃO DOS ENSINAMENTOS DA KABBALAH

O que falaremos aqui, irá mostrar o conceito de imortalidade e o controle sobre o mundo físico.

A ciência diz que os átomos são imortais e os grandes kabalistas concordam entusiasticamente com essa observação. Os mesmos átomos que estavam quando houve o Big Bang, há 15 bilhões de anos atrás, estão vivos até hoje.

597367763_1280x720

Se nossos átomos não se desgastam e não morrem, por que, então, envelhecemos e morremos? Por que os objetos ficam velhos?

downloadA resposta a esta pergunta é a LIGAÇÃO.

Os átomos se agrupam criando ligação entre eles. Em termos simples, “se dão as mãos”. Quando dois ou mais átomos se conectam, eles formam uma molécula. As moléculas são os blocos de construção de toda a matéria física.

Quando a ligação se rompe (os átomos param de dar as mãos), as moléculas se separam, começam a desaparecer, e isso, do nosso ponto de vista, é visto como desgaste ou deterioração. Mas os átomos, individualmente, continuam vivos, tinindo, novinhos em folha. Simplesmente eles circulam de volta para o meio ambiente.

Isso significa que dos bilhões de átomos que formam o seu corpo, neste exato instante, fizeram, alguma vez, parte de Jesus, Buda, Joana d’Arc, Hitler, Napoleão, Alexandre o Grande, ou de um animal ou objeto que já não existem mais, até mesmo de uma estrela que brilhou no espaço há centenas de milhões de anos.

A nanotecnologia poderá reunir os átomos novamente de forma muito mais eficiente. Podemos, em nanotechnology_book_coverteoria, construir produtos, átomo a átomo, criando materiais com uma força extraordinária de ligação que evitará que esses produtos se desgastem. Inclusive corpos humanos que poderão ser regenerados constantemente, trazendo assim a imortalidade tão falada ao mundo físico.

Mas o que isso tudo tem a ver com Kabbalah?

A LUZ, como vimos nos artigos anteriores, tem uma natureza singular: o desejo de compartilhar, dar, conceder sua beneficência. Uma força positiva fluindo para fora (+).

Já do outro lado, temos o recipiente (nós e toda a matéria física a qual conhecemos), cujo propósito inicial era o de receber o prazer infinito da Força da LUZ. Esta segunda força recebedora, tem uma carga negativa (-), a força da atração.

1280px-cyclotron_motion_wider_viewA Força da LUZ positiva (+) está relacionada com a carga elétrica positiva do próton, enquanto a força negativa do recipiente (-) se refere à carga negativa do elétron.

Existe uma terceira e misteriosa força no átomo, a partícula subatômica que a ciência ainda não compreendeu totalmente, chamada nêutron. Juntos, próton, elétron e nêutron, formam um átomo.

A Kabbalah diz que a energia da Força da LUZ está impregnada com uma energia incomensurável, que tem como inteligência motivadora, a intenção de compartilhar infinita beneficência e bondade com o recipiente. A inteligência motivadora do Recipiente é a de receber e assim, torna-se o recebedor dessa Divina doação. Portanto, a Primeira Causa absoluta em toda a Criação é consciência, especificamente a intenção consciente de conceder plenitude sem fim incondicionalmente.

Aqui temos a relação ideal, unificada, conhecida na Kabbalah como O Mundo se Fim, Mundo Infinito ou Realidade da Árvore da Vida.

Sabemos que para a matéria existir ela precisa da união de dois ou mais átomos. A ciência nos diz que os átomos formam duas espécies de ligações – uma chamada ligação iônica e a outra, ligação covalente.

Nas ligações iônicas o átomo que está com elétrons em excesso, compartilha com o átomo que está com o mesmo em falta do mesmo número de elétrons. Um átomo está com falta de dois elétrons e para ficar feliz (estável) ele precisa ter 8 elétrons em sua camada externa. Já outro átomo também precisa de 8 elétrons para ficar feliz (estável), mas possui 10 em sua camada externa.

Quando ambos se encontram e compartilham os elétrons mutuamente, ambos os elétrons ficarão felizes.

Um átomo interage apenas com outros átomos – pequenos pedaços de consciência – aprendendo a compartilhar e a receber, com o objetivo final de utilizar a força de receber (um elétron) unicamente com o propósito de compartilhar.3293389888_61f13afc28_b

Isso explica o comportamento e o objetivo da consciência ao nível macro, o indivíduo. É assim que as pessoas
criam vínculos uma com as outras.

Já ao contrário, quando queremos apenas para nós mesmos (comportamento egoísta e negativo), a distância entre o elétron e o próton se torna tão grande que o elétron se soltará do átomo, causando assim os danos no corpo como envelhecimento, doenças e até a morte.

O outro meio dos átomos trocarem elétrons, a ligação covalente. Um átomo pode despejar seu elétron sobre outro átomo, com o objetivo de tornar a si mesmo feliz. Simplesmente a doação do elétron o torna feliz, e consequentemente o átomo que está recebendo o elétron também se torna feliz.

A diferença entre os dois casos são a consciência e o pensamento. Assim funciona os nossos atos: a nós mesmos (desejo de receber) ou aos outros (desejo de receber para compartilhar).

Quando o compartilhamento é feito em prol de satisfazer as necessidades do vizinho, significa que ocorreu uma transformação do Desejo de Receber em Desejo de Receber para Compartilhar. Então o ato de receber torna-se um ato de compartilhar e isso torna a ligação entre eles muito mais forte.

Como vimos, nosso comportamento controla nossos átomos. Quanto mais compartilhamos e temos bons sentimentos, mais felizes deixamos nossos átomos e consequentemente ficamos mais próximos da felicidades, alegria, saúde, abundância e paz!

Se fossemos capazes de amar o nosso próximo como a nós mesmos, completamente e sem egoísmo, com todo o nosso coração e toda a nossa alma, os átomos ficariam ligados e dançariam para sempre e nossos corpos nunca envelheceriam ou morreriam. Isso se baseia no entendimento de que é a nossa consciência que controla a interatividade, a interação, a ligação e a reciclagem dos átomos em nossos corpos, o que significa que nossa consciência determina a qualidade de nossa saúde e de nossa existência.

Mãos a massa! Aliás, consciência em AÇÃO!!!!

Uma semana abençoada a todos! Namastê.

Bruno Amiky Wurker

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *