O conceito da escolha, do livre arbítrio.

Você já reparou que quando se trata de escolhas, sempre existe alguém que acredita que certas escolhas são melhores que outras?

Quando você escolhe algo, como quando escolheu a sua educação, o curso que iria fazer e naquele momento, seus pais, parentes e até alguns amigos, comentaram ou viviam achando que aquela não era a escolha mais adequada a fazer. Que se você tivesse seguido os conselhos do seu pai você teria se dado melhor, e por aí vai.

heiwa_elementary_school_18Temos também o caso de pais e educadores que vivem apontando as escolhas que devem ser feitas pelos jovens.

Este formato de escolha é o fruto da propagação genética e cultural que carregamos em nós, pois se olharmos para o passado, iremos encontrar os mesmos padrões, as mesmas atitudes.

Quando nos deixamos influenciar pelas escolhas dos outros, estamos realizando o ato de receber só para nós mesmos, como um mero receptor que não tem ação, que deixou seu livre arbítrio de lado e entrou em um esquema de manipulação. Estamos em um estado contrário da Criação, que tem como objetivo o RECEBER para COMPARTILHAR.

Pare agora e faça a seguinte pergunta: Você se permite SER quem você realmente é? Ou você é aquilo que a cultura, a sociedade pede para você ser?

holding-a-newbornSe a resposta foi de que você é aquilo que a sociedade pede para você ser, então você não aceita que outras pessoas tenham suas próprias escolhas, e acaba julgando cada ato cometido por elas. Tentará controla-las, manipulá-las e as impor normas a serem seguidas, maneiras de se comportar e fará uma lista de escolhas que você acredita ser a mais correta a seguir.

Este tipo de atitude está te prendendo, te afastando do seu propósito, o propósito de compartilhar toda a LUZ e de aceitar as escolhas de cada ser.

Sei que você está se perguntando que as vezes você tomou decisões que não foram as mais acertadas e que as vezes é melhor colocar a razão e seguir o conselho dos outros do que os seus.

Neste caso te trago uma sugestão: é sempre bom ouvir outras pessoas, inclusive perguntar à elas o que 7007372665_b91f1805a3_bacham de determinada situação, como se fosse um brainstorming. Após você escutar tudo, vá para um local onde você possa se conectar com o seu interior. E neste momento pense em todas as sugestões que foram abordadas e escute seu coração. Quando você escuta o seu coração, você sentirá plenamente que toda escolha é correta desde que seja honesta, pois há algo de divino nela. Uma escolha é honesta quando o seu coração a aprova.

Não é necessária a aprovação de seus amigos, da lei, da moral, da cultura, da educação. Você só deve acatar a aprovação do seu coração. O coração é a sua conexão com o Divino, com a Criação, com D’Eus, é a fonte de AMOR Divina. O que te trará a verdade para os seus objetivos.

downloadToda e qualquer escolha que realizamos, ou que as pessoas fazem, precisam ser amadas, mesmo aquelas que consideramos ruins. Pois o amor trará a LUZ para a sua vida e então você estará no caminho do seu propósito. Como se estivéssemos firmando um compromisso com a LUZ.

Este compromisso é o compromisso verdadeiro, o acordo que você vez consigo mesmo. Acordos que não são com sua mente egóica, mas sim com o seu SER SUPERIOR.

Normalmente as pessoas arranjam uma série de compromissos externos, usando a justificativa de que estão trabalhando pelo próximo, mas na verdade estão vivendo na ilusão, pois estão fugindo da responsabilidade de se confrontar com o seu íntimo, com a sua verdade.

Traga a LUZ para seu dia, traga seu compromisso com a sua Divindade interior e realize seus sonhos e seus desejos de uma forma maravilhosa.hhh-cks-mlk-1964

Estes são os segredos da Kabbalah, o compromisso que você tem com o seu interior, com a verdade que está aí dentro de ti.

Quero neste momento fazer um compromisso com você. A partir de hoje, você não julgará os outros e também não irá aceitar as escolhas que os outros irão te impor antes de leva-las para seu interior e escutar seu coração.

Compartilhe comigo a sua história para ajudarmos outras pessoas na sua jornada.

Um forte abraço de LUZ!

Bruno Amiky Wurker

4 thoughts on “O conceito da escolha, do livre arbítrio.”

    1. Eni Telles amada. Sim, o coração. Este é o grande foco que temos que ter. Seguir sempre nosso coração. Gratidão por estar aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *